Debret

Esculturas
Mesa e ovo em madeira pintada, figuras em fino pintadas, metal e grafite.
Texto: Citações de Padre António Vieira.

Esta esculturas partem da obra do pintor Jean-Baptiste Debret, artista francês do sec. XIX, que chegou ao Brasil juntamente com a missão francesa a convite do Príncipe Regente D. João VI, no início do século XIX e demonstrou a sua paixão pelo Brasil através de pinturas, aguarelas, desenhos e gravuras permitindo deste modo elaborar uma visão histórica, política, cultural e social do Brasil dessa época. Cada uma destas resulta da combinação de quatro elementos distintos: mesas, ovos, figuras e citações de Padre António Vieira. As figuras retratam acções entre brancos e negros reveladoras da relação sexual e social dos mesmos. A inserção destas figuras em ovos (de modo paralelo ao que acontece nos ovos Fabergé) deslumbra uma face mecânica, imperialista e despótica da de onde resultou a criação de uma nova raça (a raça mulata). A associação deste conjunto a citações de Padre António Vieira (escritas nas mesas) leva-nos a uma releitura que se insere num discurso pós-colonial, período em que vivemos actualmente.

Sculpture
Painted wood table and egg, painted fimo figures, metal and graphite.
Text: Padre António Vieira quotes.

This sculptures arise from the work of the painter Jean-Baptiste Debret, a 19th century French painter that arrived in Brazil in the beginning of that century with the French Mission invited by the regent Prince D. João VI and who revealed his passion for Brazil in his paintings, drawings, aquarelle and engravings allowing the formation of an historical, political, cultural and social vision of the Brazil of the 19th century. Each one of the sculptures is a result of the combination of four elements: wooden tables, eggs, figures, and quotes from Padre António Vieira. The figures portray actions between white and black people that reveal the sexual and social relations between the two. The figures' insertion into the eggs (in a similar way of what happens in the Faberge eggs) discloses a mechanical, imperialistic and despot side from where a new race was born (mulatto). The association of all this with the quotes of Padre António Vieira (written on the tables) takes us to a rereading that can be inserted in a post-colonial discourse proper to the period we are now living

Imprimir / Print this page
Todos os que Caem

A Viagem

O Percurso

Debret

Trabalhos para Nada, “Milady”